(11) 2985-4596 / (11) 95837 - 0474

TRX

Nossa dica de hoje é em relação a um dos exercícios mais completos que temos atualmente, uma vez que trabalha o corpo como um todo e não isoladamente, por isso é considerado um importante integrante do treinamento funcional, cada vez mais utilizado por clubes durante seu dia-a-dia de treinamento melhorando a capacidade/aptidão física de seus atletas e também ajudando na prevenção/reabilitação de lesões.

Além de estar intimamente ligado ao verão, pois com esse exercício, segundo especialistas podemos gastar por volta de 700 calorias dependendo da intensidade da aula/sessão. Maiores informações sobre esse método?? Ligue 2985-4596 e agende uma sessão!!!!!!! Mais conhecido como Treinamento em Suspensão, o TRX foi idealizado pelo ex-integrante da Marinha Amaricana, Randy Hetrick, que durante exercício ou em combate, não possuía lugar e nem forma para a realização de exercícios.

Foi então que ele teve a ideia de usar tiras de paraquedas, borrachas de barcos e outros materiais que tinha à disposição para criar um aparelho que possibilitasse uma grande gama de exercícios com o objetivo de melhorar o condicionamento físico e a capacidade muscular e que pudesse ser deslocado para qualquer lugar, assim nasceu o TRX, que hoje é composto por tiras de nylon ligadas a um gancho e manoplas, semelhantes àquelas encontradas em aparelhos de musculação.

De lá para cá, muitas pessoas aderiram ao método, como as celebridades: as atrizes Fernanda Souza, Sabrina Sato, Juliana Paes, os jogadores Ronaldinho Gaúcho (Queretaro/Mex), Álvaro Pereira (SPFC) e Leandro Damião (Santos), entre outros usam o TRX para manter a forma em dia e também para a reabilitação de lesões. E também em clubes de futebol como por exemplo Liverpool FC, Manchester FC, AC Milan, Seleção da Alemanha, Corinthians, Santos FC, São Paulo FC, entre outros. Segundo especialistas, “ele trabalha a força, o equilíbrio, a flexibilidade, a coordenação, a postura e a estabilidade muscular, proporcionando um ganho de tônus mais eficaz e rápido do que outras modalidades”, além de aumentar a capacidade cardiorrespiratória e os músculos do core, localizados no abdômen, no quadril e na lombar, são especialmente exigidos para equilibrar e estabilizar o corpo”, relata Silvia Santilli, personal trainer que também é professora da modalidade.

Segundo esses mesmos especialistas, o gasto calórico pode ser bem grande, dependendo da intensidade da sessão, em meia hora, pode variar entre 300 e 700 calorias. O aparelho pode ser usado por pessoas de todas as idades e com qualquer nível de preparo físico, de iniciantes a atletas de elite, pois a intensidade do exercício é controlada pelo ângulo de inclinação do corpo. Isso também evita que o praticante acabe usando mais peso do que consegue, correndo o risco de se machucar, o que pode acontecer em um treino de musculação sem os devidos cuidados. “Como o trabalho é completo e bastante intenso, com uma frequência de 3 sessões por semana já é possível perceber a melhora na flexibilidade e no tônus muscular depois de 30 a 45 dias”, afirma Santilli. Segundo Marcia Angeli “Mas quem tem algum tipo de lesão muscular ou articular deve procurar um médico antes de começar a se exercitar”